Entenda o que são as histórias de usuário (user stories)
Agile Budget e Portfolio Management é o serviço da Mooven Consulting para gestores que precisam planejar suas tarefas para um novo ano
Agile Budget and Portfolio Management 2020
agosto 27, 2019
Mooven Consulting ficou em 18º lugar no prêmio LinkedIn Top Startups
Mooven Consulting 18º lugar na #LinkedInTopStartups
setembro 11, 2019

Entenda o que são as histórias de usuário (user stories)

A experiência do consumidor ganha uma relevância cada vez maior em vários setores da indústria e do comércio. Esse movimento não ocorre à toa: uma série de transformações nos modelos de consumo criou tal necessidade.

No desenvolvimento de softwares e na gestão de projetos, a tendência se mantém. Atualmente, é praticamente impossível dar início a um planejamento sem pensar em uma user story (história de usuário) detalhada.

Como esse é um tema muito importante, preparamos este conteúdo. Com ele, você entenderá o que são essas histórias, como funcionam e de quais formas elas podem ajudar. Boa leitura!

O que é uma história de usuário (user story)?

Em poucas palavras, ela é o pontapé inicial de um projeto, porque retrata o desejo do usuário para a equipe de desenvolvimento. Na prática, ela nada mais é do que a descrição resumida e leve da necessidade de quem vai usar um produto ou serviço, feita sob o ponto de vista dessas pessoas. Sua estruturação deve levar em conta três perguntas sobre os futuros clientes:

  • Quem quer?
  • O que quer?
  • Para quê?

Para exemplificar, imagine um e-commerce. Como você gostaria de acessar o sistema para visualizar suas compras? Quais seriam os meios mais adequados para acrescentar e/ou retirar itens do carrinho? Você gostaria de usar um app ou fazer parte de um programa de fidelidade? As respostas para essas questões são levadas em consideração para elaborar uma user story.

A história ainda deve ser composta pela descrição da atividade, pelo critério de aceite e pelos testes de validação — parâmetros que garantirão o alcance de determinados objetivos. Geralmente, ela é escrita após a etapa de Inception, ou seja, quando o usuário já demonstrou ao PO (Product Owner) quais são as finalidades que ele deseja alcançar com o projeto e a ordem de prioridade delas.

Como a história de usuário pode ser usada em um projeto?

Como dissemos, as user stories servem para guiar a equipe de desenvolvimento no processo de elaboração do produto. Caso ela não esteja bem especificada, cresce a probabilidade de, no final de uma Sprint, em um projeto ágil, por exemplo, ser entregue algo que não corresponde ao desejo pretendido.

Portanto, é fundamental descrever requisitos, regras de negócio, critérios de aceitação e assim por diante. Depois disso, cabe ao PO a responsabilidade de repassar as informações corretamente para a equipe de qualidade e acompanhar, se necessário, o desenvolvimento. Ele deve estar sempre pronto para tirar dúvidas da equipe e fornecer as devidas informações. Isso pode ser feito a partir da validação de pequenas entregas.

Vale lembrar que a user story é uma fase obrigatória e indispensável para o sucesso do projeto, pois é nela que o cliente deixará suas expectativas registradas. A equipe pode utilizá-la para organizar as atividades que serão desenvolvidas para atender ao que foi definido.

Pode ser elaborada uma documentação com informações técnicas para a execução de determinadas tarefas, mas a prova do que o cliente precisa e de que foi realmente atendido será veiculada nas histórias por meio das evidências obtidas com os testes.

Embora seja o princípio da elaboração do projeto, as histórias só serão úteis se forem seguidas por uma série de conversas entre o Product Owner e os membros do time de desenvolvimento. A ideia é analisar e definir os detalhes necessários para desenvolver as funcionalidades que atenderão às demandas apresentadas pelos usuários.

As histórias de usuário fazem parte de um framework de Scrum?

Em métodos ágeis de desenvolvimento, a história de usuário ocupa um papel de destacada importância. Ela é elaborada para que sejam repassadas à equipe de forma mais simples — por meio de requisitos — as necessidades do cliente.

Para estruturá-las e colocá-las em prática, é preciso que toda a equipe dialogue e defina as atividades a serem executadas de acordo com a ordem de prioridade. Assim, há como desenvolver a função relatada na user story. Isso permite que o time, como um todo, consiga visualizar os processos e trabalhar simultaneamente para agilizar as entregas.

Como servem para avaliar o entendimento e o desempenho do time, as histórias devem ser pontuadas ou estimadas em horas para que seja possível saber o esforço envolvido na execução. Na metodologia Scrum, especificamente, caso a história não seja finalizada dentro da Sprint estimada, é preciso promover uma análise para verificar se a escrita não estava clara o suficiente ou se a pontuação foi superestimada.

Com essa prática, há como identificar se o time tem dificuldades quando a execução depende de outras áreas, por exemplo. De maneira ampla, essas observações auxiliam na implementação de melhorias contínuas e inovações ao empregarem modelos de desenvolvimento.

Tenha em mente que o PO deve escrever as histórias assim que conversar com os clientes. Não é necessário inserir informações técnicas, mas, no refinamento junto à equipe, deve-se levar as áreas envolvidas e dependentes para levantar os meios que serão utilizados durante a execução.

Quais são os benefícios trazidos pelas user stories?

Conhecer a user story é fundamental para que o projeto seja mais bem desenvolvido. Isso porque ela aumenta, de maneira significativa, as chances de o produto final atingir os objetivos dos usuários que o usarão em suas rotinas.

As histórias de usuário também são úteis porque resumem os interesses de um grande número de pessoas em uma única perspectiva, o que facilita o entendimento por parte do time responsável. Além disso, elas se tratam de um padrão de comunicação bastante simples, que evita ruídos entre diferentes membros. Com personagens e objetivos, é viável detalhar demandas relevantes acerca das funcionalidades almejadas.

Para isso, o comprometimento e a dedicação do PO são essenciais para se chegar a uma entrega de sucesso. Ainda nesse âmbito, a comunicação e a interação com a equipe, bem como a validação de entregas, devem ser o principal recurso para a conclusão de uma Sprint.

Enfim, a história de usuário (ou user story) é uma ferramenta imprescindível para realizar uma boa gestão de projetos. Em fases simples, ela contribui para que um ambiente ágil de desenvolvimento consiga originar produtos centrados nos usuários.

E aí, gostou do texto? Se você precisa de suporte qualificado para conduzir os projetos de design de serviço da sua equipe, entre em contato conosco!