O que é um roadmap e como ele contribui para alavancar a inovação? - Consultoria em Transformação Ágil
Aprenda como usar a prototipação para ganhar tempo e reduzir erros
agosto 31, 2018
o que é big data
Entenda o que é e Big Data e por que é um dos assuntos do momento
setembro 11, 2018

O que é um roadmap e como ele contribui para alavancar a inovação?

Não chega a ser um grande segredo que as inovações tecnológicas podem transformar por completo os negócios e a sociedade. Tanto é que algumas práticas e ferramentas são capazes de fazer muito pelos resultados de sua empresa.

Nesse contexto, você sabe o que é um roadmap? Levando tal conceito em consideração, preparamos este artigo. A seguir, você encontrará diversas informações relevantes sobre como utilizá-lo em sua rotina. Leia até o fim para saber mais!

O que é um roadmap?

Em termos bastante resumidos, o roadmap é um artefato gerado na área de Tecnologia da Informação (TI) e voltado ao planejamento. Com ele, é possível ter maior clareza quanto:

  • aos objetivos do negócio;
  • aos desejos dos clientes;
  • às tarefas necessárias para concretizar o plano em questão.

Assim, também é possível obter uma previsão de quando e o que poderá ser implementado nos próximos meses. Em situações nas quais há o desenvolvimento de um novo produto, por exemplo, cria-se uma visibilidade das partes das entregas do item e de suas prováveis versões.

Imagine a seguinte situação: você quer apresentar sua empresa a um potencial grupo de investidores. Para convencê-los a investir em um projeto, é necessário ir além do que ele oferecerá quando concretizado, de seus benefícios, da abrangência etc.

Todos esses aspectos são relevantes, é claro, mas é preciso mostrar o que se planeja executar durante os próximos 12 ou 24 meses. Um roadmap serve para isso.

O documento explica, de maneira sucinta, quais serão os principais valores gerados com a continuidade de um projeto — não por acaso, na maioria das vezes, é apresentado como uma linha do tempo. Nela, há como verificar o que aconteceu em cada período, as dependências e possíveis incrementos de negócio.

Trata-se de um conceito que, atualmente, é usado com frequência por equipes de TI e suas áreas de negócio. Enfim, a utilidade do roadmap se relaciona a uma série de objetivos, sendo que ele pode ser muito importante no cotidiano empresarial.

Como fazê-lo e torná-lo parte da rotina?

Desenvolvendo um roadmap

Tudo começa a partir da linha do tempo que citamos acima. O indicado é colocá-la, em sua versão inicial, em uma parede, um papel ou algo do gênero — desde que fique bem evidente para todos os interessados.

Feito isso, basta reunir as pessoas envolvidas com o desenvolvimento de determinado produto. Em uma sala, todos precisam compreender do que se trata o projeto, até onde ele pode chegar, quais seriam suas prováveis etapas e outras informações do tipo.

Depois, é necessário iniciar um brainstorm para entender o que os clientes estão esperando. É fundamental traduzir os desejos e as expectativas para as tarefas futuras, as funcionalidades do produto e as etapas necessárias para se chegar aonde o público-alvo imaginou.

Vale ressaltar que o roadmap não é, por si só, um brainstorm (que apenas faz parte do processo, de modo que confere o entendimento do que se quer produzir). Afinal, no começo de um projeto, geralmente há um alto nível de incerteza. Por isso, perguntas são feitas aos clientes na hora de montar o roadmap.

Após os estágios mencionados, a linha do tempo deve ser finalmente montada, em conjunto. Nesse momento, é importante visualizar as necessidades, dependências e estratégias a serem utilizadas, além de outros fatores semelhantes. Aos poucos, as funcionalidades serão inseridas na linha do tempo.

Integrando-o à rotina

Para que o uso de roadmaps se torne uma constante em sua empresa, é preciso que as lideranças entendam muito bem como o recurso pode ser relevante no dia a dia. O Executivo de Tecnologia (CIO), por exemplo, pode estabelecer essa comunicação com seus pares e mostrar o roadmap como uma alternativa para auxiliar na busca por resultados mais consistentes e na otimização de processos.

Nesse sentido, uma consultoria de tecnologia pode dar um suporte efetivo tanto na implementação quanto na manutenção de bons roadmaps. Tal iniciativa também é capaz de ajudar no entendimento técnico das equipes, para que cada uma saiba exatamente como utilizá-la e tirar o máximo de proveito dessa ferramenta.

Consultorias tecnológicas podem, ainda, facilitar cerimônias nas quais são produzidos roadmaps com áreas de negócio, clientes, arquitetos e stakeholders. O foco é sempre na entrega de um alto valor ao consumidor final.

Lembre-se de que, ao torná-lo uma rotina em sua empresa, o roadmap deve revisto periodicamente. As atualizações precisam responder às manifestações do público-alvo e às mudanças tecnológicas. Também é imprescindível considerar a detecção de falhas e as alterações de tendências.

Qual é a ligação desse recurso com a inovação e os processos ágeis?

Você já ouviu falar em métodos ágeis? Trata-se de maneiras de agir e pensar na gestão da empresa, de um departamento ou de projetos. Suas práticas podem impactar a produtividade e a forma de organizar ou lidar com os processos.

Em suma, tais métodos consistem na aplicação de determinadas técnicas na rotina de um negócio. Elas têm como principais objetivos:

  • agilizar a comunicação;
  • mensurar os resultados;
  • facilitar o acesso de todos os envolvidos aos dados;
  • antecipar entregas que tenham valor para os clientes;
  • descobrir falhas rapidamente, a fim de corrigi-las.

Sendo assim, pode-se dizer que o roadmap tem uma relação bastante estreita com a inovação e os processos ágeis. Afinal, ele mostra até onde se quer chegar, além de resumir os desejos do cliente e fornecer uma visão macro do planejamento.

Uma vez que se sabe quais são os principais objetivos e etapas, a implementação dos métodos ágeis tende a ser útil à verificação constante do roadmap. Assim, é perfeitamente viável saber se o caminho percorrido é o esperado ou não.

Isso é essencial para encontrar novas soluções, já que possibilita a verificação recorrente de eventuais erros. Portanto, a combinação entre roadmaps e métodos ágeis mostra-se uma poderosa aliada para atingir a expectativa e a satisfação dos consumidores.

Agora você já sabe o que é um roadmap e como esse recurso pode ajudá-lo, certo? Então, não deixe de adotá-lo em sua rotina de trabalho.

Interessou-se pelo tema e quer saber mais? Aproveite para entrar em contato conosco — nós podemos ajudar você a melhorar seus resultados!

Continue acompanhando o blog da Mooven para mais conteúdos como esse.