Aprenda o que é Blockchain e como ela pode ajuda-lo
desenvolvimento ágil de software
Enfrentando e superando os desafios do desenvolvimento ágil de softwares
fevereiro 11, 2019
Experiência do consumidor
A experiência do consumidor final otimizada pelo uso da tecnologia
fevereiro 14, 2019

Entenda mais sobre blockchain e por que dominar esse conceito

Aprenda o que é Blockchain e como ela pode ajuda-lo

o que é blockchain

Você sabe o que é blockchain? Trata-se de uma das tecnologias mais disruptivas da atualidade, que tem exercido um grande papel no contexto da transformação digital. Suas aplicações são variadas e ele pode ser útil para um negócio de diferentes maneiras.
Refletindo sobre a importância do tema, elaboramos este post. Durante a leitura, você entenderá um pouco mais sobre seu conceito, seu histórico, como ele funciona na prática e algumas de suas principais vantagens. Vamos lá?

O que é blockchain?

O blockchain nada mais é do que um sistema de registro, desenvolvido para deixar transações digitais mais protegidas. Embora sua utilização seja bastante vinculada às operações envolvendo criptomoedas, como bitcoin e ethereum, ele já ganhou espaço em outros mercados e setores.
Atualmente, é usado para validar e registrar a autenticidade de documentos, por exemplo. Dentro dele, estão registradas todas as transações processadas no sistema. Não por acaso, o nome pode ser livremente traduzido como “cadeia de blocos” — um conjunto de informações registradas ligadas umas às outras.
Cada um dos blocos é público, isto é, todos os participantes da rede têm acesso. Entretanto, uma vez processados, eles não podem ser apagados ou alterados. Além disso, registros novos só podem ser feitos a partir de um processo de validação.

Como o blockchain surgiu?

O conceito surgiu em 2008, quase no mesmo momento em que o bitcoin dava seus passos iniciais. Ele apareceu pela primeira vez no artigo acadêmico “Bitcoin: Um sistema ponto-a-ponto de dinheiro eletrônico“, de Satoshi Nakamoto, que é para muitos o texto fundador da economia cripto.
O bitcoin foi criado justamente em um cenário no qual se alastrava a crise econômica mundial mais forte do século XXI. Portanto, ele foi desenvolvido como uma alternativa para se prevenir do chamado gasto duplo e levar as transações para o ambiente digital.
Porém, nessa “localidade”, os dados podem ser copiados, alterados e trocados. Assim, o blockchain foi elaborado para eliminar certos tipos de fraude que poderiam acontecer nas operações financeiras virtuais, de forma a dar mais segurança nas transações.

Como ele funciona?

Há uma grande cultura de inovação que sustenta o funcionamento do blockchain. Apesar disso, compreendê-lo não é tão difícil quanto parece.
Como dissemos, as informações são armazenadas em blocos de dados. Em cada um, há uma espécie de assinatura digital, também conhecida como hash, que em muito se assemelha a uma impressão biométrica.
Essa característica, portanto, confere uma identidade única para o bloco em questão, atuando como uma garantia criptográfica de que as informações ali contidas não sofreram nenhuma violação. Se um novo bloco é criado, além de ter sua própria hash, ele também carregará a do anterior, o que aumenta consideravelmente a criptografia que o protege.
É por isso que os documentos e transações ali registrados são seguros. Afinal, mesmo um ataque coordenado por hackers teria imensa dificuldade para acessá-los e/ou corrompê-los. Para invadir o sistema, é necessário quebrar a criptografia de um bloco e de seu respectivo antecessor, sucessivamente.
Todos esses dados são gravados na chamada ledger, que é como se fosse um grande livro-razão. Nela, as informações gerais dos registros estão abertas para todos, mas vale lembrar que tudo é visualizado por meio de letras e números embaralhados.
Ou seja, não há como identificar nomes ou documentos, o que confere ainda mais segurança à tecnologia. Outro aspecto que colabora imensamente para que o blockchain seja sinônimo de proteção é o fato de ser um emaranhado de dados descentralizado.
Isso porque cada rede é formada por um grupo de máquinas independentes: elas podem estar em qualquer lugar do mundo e só precisam de uma conexão com a internet para funcionar. São esses computadores e smartphones que promovem uma auditoria em relação às transações registradas.

Quais são as possibilidades do blockchain para os negócios?

Agora que você já sabe o que é blockchain e como ele funciona, é hora de entender quais são os benefícios e os desafios que ele pode trazer para o seu negócio. Veja os principais!

Ganho de confiabilidade e agilidade para transações financeiras

A entrada massiva dessa tecnologia em instituições financeiras mostra por quais motivos o blockchain pode ser de grande utilidade, já que dá mais segurança e rapidez às transações. Conforme publicado pelo portal de notícias G1, muitos bancos gigantes estão desenvolvendo processos para contar com um blockchain interno.
Alguns exemplos são o HSBC e o Bank of America. No cenário nacional, o Itaú Unibanco se mostra como um do mais relevantes adeptos à utilização da cadeia de dados. Em suma, sua inserção no contexto bancário visa à redução de trâmites burocráticos.

Validação de documentos

Contratos, compras e vendas de imóveis e trocas de ações podem registradas no blockchain. Esses registros de autenticidade permitem que dois documentos sejam comparados. A partir disso, há como saber se um contrato foi alterado, uma cláusula foi retirada e assim por diante.
Vale lembrar que não é possível identificar exatamente o que foi mexido, mas é perfeitamente viável saber que algum bit sofreu modificações. Inclusive, isso pode funcionar como uma sustentação jurídica, já que é possível apresentar uma prova de que um conteúdo (contrato, propriedade intelectual etc.) existia em algum momento nas mesmas condições.

Melhoria nos processos

Um ambiente de trabalho colaborativo, que se vale de métodos ágeis para executar e planejar suas ações, tem muito a ganhar com essa tecnologia. Além de permitir que operações financeiras de qualquer ordem sejam registradas com mais segurança, ela também possibilita uma gestão mais eficiente de contratos.
Algumas plataformas especializadas na rede ainda oferecem o serviço de identidade blockchain, que é bastante útil para evitar fraudes e vazamento de informações. A maneira como o armazenamento de dados acontece é essencial para a prevenção contra atividades fraudulentas.

Redução de custos

A redução de custos operacionais também se torna uma realidade, tendo em vista que tudo corre com mais fluidez. Assim, diminui a necessidade de deslocamento físico. As taxas pagas aos intermediadores, como bancos e financeiras, também tende a cair significativamente.
Entender o que é blockchain pode até parecer complicado à primeira vista, mas o conceito é intuitivo e diz respeito a uma dinâmica diferente de transações financeiras que não pode ser ignorada. Afinal, ele é uma tendência que já virou realidade e entrará aos poucos em diversos setores, colaborando de inúmeras formas.
Se você gostou do texto e quer se atualizar ainda mais, aproveite para saber um pouco sobre outras inovações tecnológicas que estão mudando os negócios e a sociedade!