O que é Big Data? Entenda tudo sobre um dos assuntos do momento!
O que é um roadmap e como ele contribui para alavancar a inovação?
setembro 4, 2018
manifesto ágil
Conheça a história por trás do manifesto ágil e seus 12 princípios
outubro 23, 2018

Entenda o que é e Big Data e por que é um dos assuntos do momento

o que é big data

o que é big data

O volume de informações em circulação diária ultrapassa os limites do armazenamento e gera um conteúdo que, passado algum tempo, será difícil de aproveitar caso não haja uma ferramenta consistente para coletar e analisar os dados. Aqui que entra o Big Data.

Mas você sabe exatamente o que é Big Data?
Para entender a importância desse conceito, é importante lembrar que os dados, internos e externos, podem ser utilizados para conhecer melhor o cliente, suas aspirações e preferências mercadológicas.

Mas eles precisam de um filtro criterioso para produzir um argumento real com o objetivo de melhor estruturar o negócio.

Além disso, o mundo virtual é dinâmico e cíclico, com cruzamento de informações sobre os mais variados perfis de consumidores e de como eles se comportam diante do objeto de compra, permitindo assim um mapeamento estatístico que auxilia a tomada de decisão.

Nesse cenário, as ferramentas de Big Data vêm sendo utilizadas e difundidas como eficientes para um grupo de empreendedores sempre atentos às tendências e oscilações do mercado.

Neste post, explicaremos o que é Big Data e como ele pode trazer benefícios para seu negócio, aumentando a produtividade e gerando o lucro esperado, mesmo em um cenário altamente competitivo.

O que é Big Data?

O conceito de Big Data é amplo e está atrelado às estratégias de TI para fornecer ao CIO e aos demais gestores informações relevantes o suficiente para análise e utilização em momentos oportunos.

É uma ferramenta que serve para capturar, analisar e catalogar um grande volume de dados em tempo real, compilando as informações e empregando no negócio apenas aquilo que for verdadeiramente útil.

Os dados são coletados de fontes diversas — redes sociais, aplicativos, equipamentos de medição, softwares ERPs ou CRMs — para que os objetivos representados em cada canal sejam cruzados com os da empresa e gerem relatórios capazes de determinar o melhor caminho a seguir.

Qual é a importância do Big Data?

Existem dois tipos de dados — estruturados e não estruturados — e com eles é possível elencar uma série de vantagens competitivas caracterizadas pelo potencial levantado após a análise dos especialistas.

Os dados estruturados estão inseridos no banco de dados e têm papel definido no processo de alimentação dos sistemas utilizados por diversos departamentos, como RH, Financeiro, Marketing e Vendas, e se valem de um sistema integrado com conexão ágil.

Já os dados não estruturados carregam a complexidade por onde andam em uma linguagem que exige maior expertise, tanto da equipe de TI na utilização adequada do Big Data, quanto dos analistas na filtragem de informações relevantes.

Após isso, ainda é necessário que o empreendedor faça uma leitura apropriada do material gerado.

Todo esse processo ressalta a importância de implementar uma cultura de dados factíveis dentro da empresa, que defina a razão de existência do negócio e de como se posicionará diante do mercado, dos clientes e das oscilações econômicas.

Entendendo o que é Big Data será possível perceber que sua finalidade é tornar-se um aliado incansável e observador, canalizador das movimentações mercadológicas, para otimizar processos e formar boas estratégias.

Quais os principais pilares do Big Data?

Você já sabe o que é Big Data e seu objetivo: filtrar os dados armazenados em tempo real transformando em informação útil e servir de âncora para a equipe de analistas e especialistas gerarem o conteúdo estatístico.

É uma ferramenta tecnológica eficiente que se baseia em três pilares, sobre os quais veremos agora!

Volume

As empresas se valem de todos os canais passíveis de fornecer dados para construir seus parâmetros — mídias sociais, dispositivos de pesquisas de mercado, mensagens de textos, e-mails, etc.

O conteúdo capturado ganha nova roupagem para servir de fundamentos de gestão.

Velocidade

A velocidade que sua empresa levará para coletar os dados gerados nos diversos canais será a mesma dos seus concorrentes e ganhará quem tomar as devidas providências em tempo hábil.

Os fatos não se omitem no emaranhado de informações fornecidas, mas o volume é tão grande, em velocidade tão acelerada, que requer um cuidado apurado na hora de realizar a extração para não perder tempo com o que não agrega.

Variedade

Há uma grande variedade de formatos que geram dados — estruturados ou não — que, apesar de dar trabalho para equipes de TI e análise, são um campo fértil de alimentação mercadológica.

Por meio de números, aplicativos, e-mails, vídeos, áudios e transações financeiras, o Big Data tem elementos de sobra para executar um bom trabalho e guarnecer os líderes e sua equipe.

Quais os benefícios as ferramentas de Big Data trazem ao negócio?

Se você deseja saber como está indo o seu negócio, o que os consumidores procuram no mercado e quais são as tendências de médio e longo prazos, precisa buscar meios de encontrar essas informações antes do seu concorrente.

Com a aceleração virtual e a evolução do comportamento de compra e-commerce, as pessoas deixam à mostra seu perfil de compra ao se pronunciarem sobre as suas preferências em redes sociais e sites de buscas.
Isso dá maior vantagem a quem se vale de uma ferramenta como o Big Data para capturar esse perfil em sua base de dados e trabalhar suas vendas.

Como implementar o Big Data?

Se você chegou até aqui é porque o assunto o interessou, e essa pode ser uma excelente estratégia para o seu negócio, desde que você tenha em mente que é preciso saber aonde quer chegar com todas as informações geradas.

O ideal é que você possa contar com uma consultoria especializada em tecnologia a fim de ajudar no seu planejamento e direcionar suas ações para transformar dados em informações e informações em relatório de uso sistemático e contundente.

É preciso gerar uma enorme quantidade de dados para extrair uma amostragem de percentual pequeno a médio e realizar a mesma ação cotidianamente até alocar as informações em campos importantes de análise.

Esse é um assunto muito vasto que demanda tempo de estudo e planejamento para organizar as ideias e traçar um roteiro de abordagem que ofereça resultados positivos e rentáveis. Este post é a ponta do iceberg em um mar de grandes possibilidades para seu negócio.

Seja um empreendedor diferenciado no mercado, aproveite o excelente momento virtual e amplie seu campo de visão para canais ainda não explorados e que vão de encontro a um comportamento consumidor disposto a experimentar as variações do mercado.

Afinal, empreender e inovar exige coragem, e isso certamente não lhe falta!

Você gostou de saber sobre o que é Big Data? Então leia agora mesmo o texto “Transformação digital: Como se adaptar a essa realidade?” e se torne um especialista no assunto!

Continue acompanhando o blog da Mooven para mais conteúdos como esse.