Enfrentando e superando os desafios do desenvolvimento de softwares!
Checklist: os 7 grandes pilares de um bom design de interface
Checklist: os 7 grandes pilares de um bom design de interface
fevereiro 7, 2019
Aprenda o que é Blockchain e como ela pode ajuda-lo
Entenda mais sobre blockchain e por que dominar esse conceito
fevereiro 12, 2019

Enfrentando e superando os desafios do desenvolvimento ágil de softwares

desenvolvimento ágil de software

desenvolvimento ágil de software

O desenvolvimento ágil de software é visto por muitas organizações como um método de extrema eficiência. No entanto, sua implementação pode gerar algumas dúvidas, não é mesmo? Afinal, quais seriam os principais obstáculos para aplicá-lo?
Foi pensando nisso que criamos este texto. Ao longo da leitura, você entenderá quais são os principais desafios dessa forma de desenvolver e o que pode ser feito para enfrentá-los. Aproveite o conteúdo!

Como funciona o desenvolvimento ágil?

Abertos às mudanças em qualquer fase do projeto, os modelos ágeis de desenvolvimento — Scrum, XP, ASD Crystal etc. — ganharam inúmeros adeptos durante o século 21.
Atualmente, são empregados por organizações que se destacam no mercado em relação a práticas inovadoras, como Google, Intel, Yahoo e Microsoft. A independência da equipe e foco na satisfação dos clientes são exemplificações nítidas dos benefícios que eles proporcionam.
Quando aplicados à produção de softwares e soluções digitais em geral, eles viabilizam a elaboração de adaptações contínuas e incrementais para os projetos.
A visão ágil também contribui muito por definir prioridades específicas de acordo com o andamento dos processos. Assim, ocorrem entregas parciais, que possibilitam perspectivas prévias e a realização de testes para corrigir erros e alcançar os resultados esperados.
Em poucas palavras, eles são mais recomendadas para desenvolvimentos que exigem mudanças com frequência ou cujos requisitos envolvidos são passíveis de alterações.
Também tendem a ser mais bem aproveitados em equipes pequenas, que têm até 10 integrantes — o que não quer dizer que eles não sejam aplicáveis em times numerosos.

Quais os principais desafios do desenvolvimento ágil de softwares?

O desafio mais característico enfrentado pelas empresas que utilizam esses modelos é conseguir atingir por completo as expectativas de seus clientes.
Na maioria das vezes, isso acontece por uma questão de cultura organizacional, tendo em vista que muitos empreendimentos não se prepararam adequadamente para enxergar valor em entregas parciais.
Outro fator que ajuda a explicar esse impasse é o fato de a transformação digital ainda ser recente em muitas corporações. Assim, há certa dificuldade em conseguir demonstrar a eficiência que os métodos ágeis podem ter.
Em algumas situações, o cliente pode querer ver algo pronto ou concretizado no projeto que está sendo desenvolvido. Contudo, grande parte das metodologias utilizadas (Scrum e afins), funciona a partir de entregas parciais e prioritárias, com o objetivo de chegar com agilidade ao MVP (Produto Viável Mínimo), que consiste no demonstrativo de funcionamento mínimo do software.
Imagine um app com 10 funcionalidades, por exemplo. Nesse caso, há como priorizar e entregar as 3 principais e depois analisar quais serão entregues ao longo das etapas.
Depois disso, são feitas as entregas incrementais, que vão compondo o aplicativo até alcançar a versão final. Ao conhecer uma funcionalidade por vez, pode-se ter respostas e reações rápidas.
Sendo assim, é importante mostrar ao cliente que ele ganha tempo e pode chegar a um resultado bem mais satisfatório. Em contrapartida, a entrega não acontece de uma vez — o desenvolvimento evolui com o tempo e possibilita alternativas como a prototipação para reduzir erros e alinhar expectativas.
Lembre-se que essa noção pressupõe uma quebra de paradigma e é por isso que os benefícios devem ser ressaltados constantemente.

Como lidar com os prazos?

Para andar em dia com os prazos do projeto, é necessário definir o escopo e as prioridades. Com base nessas informações, há como fazer estimativas para saber quanto tempo leva cada estágio e assim definir sprints que vão de 1 a 4 semanas.
Com base na extensão do sprint e no tamanho do time alocado no projeto, a capacidade é definida. Isso é importante para contextualizar os clientes e deixá-los um pouco mais por dentro do desenvolvimento.

Como montar uma equipe?

A montagem do time depende da necessidade e da natureza do projeto. Normalmente há o Scrum Master, alguém responsável pelo controle de qualidade e, caso seja necessário organizar a infraestrutura, um arquiteto de dados.
Eventualmente, podem aparecer outras necessidades, como desenvolvimento mobile web, mas tudo depende da demanda da cliente.

Quais são as vantagens do desenvolvimento ágil?

De acordo com um estudo publicado pelo Laboratório de Engenharia de Software do Departamento de Ciência da Computação UFMG, que desenvolveu alguns pilotos a partir de métodos ágeis, muitos benefícios foram observados.
Poder visualizar a situação e o progresso do projeto é extremamente vantajoso para a equipe responsável e para os stakeholders. Consequentemente, também cresce a capacidade de tomar decisões para contornar eventuais problemas.
Os pesquisadores também apontaram que, durante a execução dos pilotos, os desenvolvedores e outros membros do time se engajaram gradativamente, conforme percebiam os progressos alcançados.
Constatou-se, ainda, que o produto final teve maior valor, porque exigiu-se menos esforço para lidar com funcionalidades pouco relevantes. Sendo assim, a atenção adicional para os requisitos-chave foi recompensada.
Ao concluir a pesquisa, os especialistas destacam que, apesar das dificuldades iniciais, as vantagens se mostraram muito significativas, levando o laboratório a priorizar a aplicação de metodologias ágeis em seus projetos.

Por que sua empresa deve ser ágil?

Para além de desenvolver apps com UX e UI impecáveis, é válido considerar o desenvolvimento ágil de softwares em sua empresa como uma rotina. Afinal de contas, como demonstramos ao longo do texto, são muitos os benefícios que ele proporciona, embora tenha, é claro, seus próprios desafios.
Evidentemente, mudar uma cultura tradicional devidamente estabelecida não é algo simples de se fazer, bem como montar equipes totalmente adaptadas ao ágil.
A integração entre pessoas e departamentos também deve ser considerada, porque promove a descentralização das autoridades. Desse modo, cada membro da equipe terá independência em sua área de atuação e, ao mesmo tempo, precisará se manter alinhado às demandas gerais do projeto.
Para contar com todo o suporte necessário para essa implementação, uma consultoria de tecnologia é extremamente bem-vinda, porque pode ajudar na montagem da equipe e coordenar toda a execução. Dê preferência a uma empresa que seja 100% ágil, com uma maioria de profissionais formados em agilidade.
Enfim, o desenvolvimento ágil de software requer inovação e, por isso, também carrega consigo alguns obstáculos a serem superados. Ainda assim, ele pode fazer muita diferença em sua organização.
Se você precisa de auxílio com métodos ágeis, tecnologias e inovações, entre em contato conosco — nós podemos ajudar!